Guia da revisão: Saiba tudo sobre a revisão do seu veículo!

Guia da revisão: Saiba tudo sobre a revisão do seu veículo!

Seu carro precisa de cuidados e manutenções constantes que garantirão com que todos seus componentes durem mais e tragam mais segurança, o que, inclusive, te poupará dinheiro. Por isso, a revisão de carros é tão importante para garantir que tudo esteja funcionando adequadamente. Muitos motoristas, entretanto, ignoram a importância da revisão e para evitar que você faça o mesmo saiba tudo sobre a revisão de carros.

Por que a revisão de carros é importante?

Se você precisa de motivos para não ignorar a revisão de carros saiba que, antes de tudo, é a revisão que irá garantir a sua segurança, dos seus passageiros e de outros motoristas. A revisão é a responsável, por exemplo, por encontrar problemas elétricos antes que eles efetivamente resultem em uma pane ou acidente.

Além disso, a revisão de carros permite que cada componente seja utilizado da melhor e mais otimizada maneira, o que garante que os componentes durem mais. Assim, fazendo uma revisão periódica você gastará muito menos tendo que trocar peças cujos defeitos foram devidos ao mau ou desassistido uso.

Quando fazer a revisão no seu carro?

A revisão de carros pode ser feita baseando-se na quilometragem ou no tempo de uso. Assim, o mais indicado é que seja feita uma revisão a cada 10 mil quilômetros ou então a cada 6 meses.

Se você usa seu carro com frequência para percorrer longas distâncias dê preferência à revisão feita de acordo com a quilometragem. Já se você não tem como avaliar a quilometragem ou usa seu carro esporadicamente, leve para a revisão semestralmente.

Quem pode fazer a revisão automotiva?

Além disso, a revisão de carros pode ser feita, principalmente, de três formas: por você, pelo seu mecânico ou na concessionária da marca do seu veículo. Cada tipo de revisão tem um objetivo e, também, um preço. Saiba quais os objetivos de cada revisão.

Revisão feita por você

A revisão feita por você deve acontecer antes de uma viagem longa, por exemplo, para garantir que o carro está seguro e que a viagem transcorrerá sem problemas.

Assim, é indicado que você cheque as velas e cabos, nível dos fluidos, estado dos pneus, itens de segurança, limpador de para-brisas e, superficialmente, sistema elétrico. Conferir os freios também é indispensável para garantir a segurança.

Revisão feita pelo mecânico

Já a revisão feita pelo mecânico é mais indicada por ser mais segura, já que é feita por um profissional e de maneira completa. A revisão de carros pelo seu mecânico também pode ser feita quando você adquire um carro usado ou seminovo, por exemplo.

Revisão feita pela concessionária da marca

Já a revisão feita pela concessionária da marca é a mais completa e também a mais cara, mas é ideal para quem quer garantia máxima na revisão. Geralmente, os carros possuem um período de garantia no qual a revisão é feita de maneira gratuita.

Fora da garantia, entretanto, não apenas o preço da revisão em si conta, mas também o preço das peças originais de fábrica.

O que pode ser feito na revisão?

Na hora de fazer a revisão de carros é importante atentar-se a alguns itens importantes e de segurança, pois isso fará com que o desempenho do veículo seja melhor. A revisão e troca de alguns dos itens, entretanto, não são possíveis de serem feitas por conta própria e por isso não hesite em procurar um mecânico ou a concessionária da marca.

Aditivação da água do radiador

O sistema de arrefecimento será melhorado caso a água do radiador receba aditivos, o que, inclusive, evitará a corrosão de partes importantes.

Quando fazer? A 10 mil quilômetros ou a cada 6 meses.

Alinhamento e balanceamento

O alinhamento e o balanceamento, como os próprios nomes sugerem, ajustam os níveis de divergência e convergência das rodas, além de equilibrar os pesos e eliminar trepidações.

Quando fazer? A cada troca de pneus e/ou rodas ou assim que forem sentidas vibrações nos pneus ou notado desgaste excessivo ou irregular nos pneus. Caso nada disso seja observado, devem ser feitos a cada 10 mil km.

Higienização do ar-condicionado

Responsável por manter uma temperatura agradável no carro, o ar-condicionado precisa ser higienizado ou então irá reter e dispersar partículas de poeira e sujeira, o que pode levar a problemas respiratórios.

Quando fazer? A cada 10 mil quilômetros ou a cada 6 meses.

Reparo da pintura

Embora todo carro possua uma camada que garante a pintura de maneira satisfatória, o enceramento deve ocorrer a cada 2 meses até os 20 mil quilômetros. Após isso, pode ser necessário que reparos profundos sejam feitos.

Quando fazer? A cristalização da pintura pode ser feita a partir dos 20 mil quilômetros ou se necessário, antes.

Substituição das velas de ignição

As velas quando começam a perder “potência” fazem com que o carro passe a gastar mais combustível do que o necessário e por isso é importante que sejam avaliadas e trocadas periodicamente.

Quando fazer? Na maioria dos casos, a cada 20 mil quilômetros. Velas de platina, entretanto, exigem troca apenas a cada 60 ou 80 ml quilômetros.

Substituição dos amortecedores

Quando os amortecedores começam a apresentar a necessidade de troca eles começam a provocar problemas e dificuldades na direção e por isso é importante a constante revisão.

Quando fazer? A cada 40 mil quilômetros ou quando o carro começar a “puxar” e o alinhamento e balanceamento não resolverem.

Substituição dos cabos de ignição

Já os cabos de ignição precisam de trocas menos frequentes do que as velas de ignição, mas precisam ser igualmente avaliados com periodicidade.

Quando fazer? A cada 50 mil quilômetros.

Troca das pastilhas de freio

As pastilhas de freio são itens fundamentais para a segurança e por isso devem ser observadas na revisão de carros.

Quando fazer? A cada 10 mil quilômetros, observando o período posterior de adaptação da pastilha.

Troca do filtro de combustível

O filtro de combustível é o responsável pela filtragem do combustível queimado pelo carro e caso não seja trocado no momento certo pode danificar a bomba de combustível.

Quando fazer? A cada 10 ou 15 mil quilômetros, mas caso o motorista utilize combustível adulterado a troca pode-se fazer necessária antes.

Troca do fluido de freio

O fluido de freio evita a oxidação de partes importantes do sistema de frenagem, além de garantir o bom funcionamento e a sua avaliação deve ser feita durante a revisão.

Quando fazer? Deve ser trocado a cada 20 mil quilômetros percorridos.

Troca do limpador de para-brisas

Os para-brisas podem não receber a atenção que merecem, mas são importantes, pois em momentos de emergência, como durante chuva com pouca visibilidade, precisam estar funcionando corretamente, o que significa estar sem rasgos, arranhões ou resíduos.

Quando fazer? A cada 12 meses.

Troca do líquido de arrefecimento

O líquido de arrefecimento é o responsável por garantir que o motor não experimente um superaquecimento e por isso deve ser avaliado com frequência, além de garantir que não há vazamentos.

Quando fazer? A cada 150 mil quilômetros rodados ou a cada 5 anos.

Assim, a revisão de carros é fundamental para garantir a segurança e a boa dirigibilidade do veículo, além de aumentar a vida útil dos componentes e, portanto, economizar dinheiro na troca de novas peças. Faça a revisão na frequência adequada e troque os itens de acordo com a necessidade para o melhor uso de seu veículo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment