Gasolina aditivada: É a melhor escolha?

Gasolina aditivada: É a melhor escolha?

Quando o assunto são os cuidados com o motor e o desempenho do veículo, existem várias histórias sobre o que pode ou não ser feito. E quando levamos o assunto para o abastecimento então, a lista de casos aumenta e muito, sendo que muitos espertões incluem aí sua própria experiência para fazer valer a sua opinião.

No que diz respeito a abastecer o veículo, a primeira impressão sempre nos leva a pensar que “quanto mais caro, melhor”. Ou seja, quanto mais pagamos no combustível, maiores os benefícios que teremos. Por outro lado, enquanto muitos recomendam o uso de gasolina aditivada sempre, outros falam que isso não é o ideal, já que o motor fica “desacostumado”. E olha que nem estamos falando daqueles supercombustíveis, com octanagem superior.

E no meio de todas essas opiniões está você, que só quer saber a melhor opção para o seu carro e para descobrir como evitar ter dores de cabeça com ele. E para explicar isso de um jeito fácil, preparamos esse texto para você.

Gasolina aditivada é limpeza para o motor. Não aumento de potência

Essa é a primeira grande lenda. Gasolina aditivada não aumenta a potência do motor. Aliás, nenhum combustível aumenta essa potência. Isso acontece porque ela já foi definida pelo fabricante do veículo e se o manual de instruções diz que ele é 1.0, ele nunca será 1.2. E nem pode, pois seria contra a lei.

O que a gasolina aditivada faz é limpar o motor, os bicos injetores e demais componentes do sistema de alimentação. Com isso, aquela potência original do veículo, perdida no decorrer dos anos por conta do uso, é recuperada. Ou seja, os aditivos que fazem parte da composição da gasolina aditivada servem para limpar o motor, garantindo que ele funcione da forma que foi programado para funcionar. E como nos acostumamos com o carro funcionando mais ou menos por conta da sujeira acumulada, até parece que ele fica com mais potência.

Podemos dizer o seguinte: gasolina comum garante o básico para o veículo, ou seja, a queima de combustível que proporciona a movimentação. Já a gasolina aditivada garante que ele se movimente e ao mesmo tempo que limpe o motor, aumentando a vida útil e o mantendo mais tempo longe do mecânico.

Gasolina aditivada ou aqueles aditivos de motor?

Com certeza um frentista já ofereceu um daqueles aditivos de motor para realizar a limpeza que a gasolina aditivada faz, não é mesmo? A princípio, a ideia parece boa, e em muitos casos, até compensa, quando avaliamos do ponto de vista financeiro.

A verdade é que, entre os dois, a gasolina aditivada sai mais uma vez na frente. Isso porque ela faz parte de uma fórmula exclusiva, desenvolvida em laboratório. Já esses aditivos de posto, eles se misturam com o combustível de qualquer jeito, sem que a segurança ou a proporção sejam respeitados. Com isso, pode ser que esses aditivos extrapolem o limite, causando corrosão ao invés de limpeza. Um prejuízo grande, se pensamos a longo prazo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment