Farol Xenon

Farol Xenon

O Farol de Xenon presente em veículos possui uma coloração diferente dois faróis halógenos, que são mais convencionais. Enquanto o farol de xênon conta com luz azulada e possui um sistema de última geração, a coloração do farol halógeno é mais amarelada e possui lâmpadas incandescentes comuns. O sistema de faróis de xenon ganha na potência, que é duas vezes maior, com consumo de 35 watts. Quando a eletricidade aquece o gás xenômio das lâmpadas isso causa a produção de luminosidade. Os faróis convencionais gastam até 55 watts e funcionam através de corrente elétrica. Quando falamos em intensidade, as lâmpadas de xênon são duas vezes mais fortes que as lâmpadas comuns, proporcionado ao motorista maior visibilidade lateral e a longa distância.

Na estrada

Os benefícios de um veículo com faróis de xênon na estrada vão ultrapassam o motorista. Para quem está em outro carro, o veículo com esses sistema fica visível de longe. Isso acontece por que nos os faróis de xênon iluminam cerca de 300 metros. 100 metros a mais que os faróis halógenos. Além disso, mesmo com esse alcance, a luz não é tão dura quanto a do farol convencional, pois se aproxima da luminosidade do dia. Em alguns modelos o farol de xênon acompanha o movimentos do carro, é o bi-Xenon inteligente, que ilumina um ângulo de até 20º em curvas fechadas. Esses modelos operam em trabalho com o GPS (Global Positioning Satelite), analisando a velocidade e o caminho percorrido.

Manutenção

Os automóveis que contam com farol de xênon possuem um sistema que direciona automaticamente a luz projetada de acordo com o posicionamento do carro em relação ao solo evitando que essa luz atrapalhe a visão dos motoristas que trafegam e em sentido oposto, evitando acidentes. Essas lâmpadas devem ser trocadas a cada dois anos e devem ser revisados a cada 90 dias por causa de buracos e depressões na estrada que podem fazer com que eles percam a regulagem de fábrica, colocando em risco os motoristas.

Proibição

Em junho de 2011 o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), através da Resolução 384, proibiu a instalação de fontes luminosas de descarga de gás (caso do xenon) em veículos que não têm originalmente tal sistema de iluminação. O não cumprimento dessa resolução é considerado infração grave, com multa de R$ 127,69, além de retenção do veículo para regularização. A decisão foi tomada exatamente por que muitos motoristas instalavam, em seus automóveis, o sistema de faróis de xênon sem preocupação com a intensidade dos faróis em relação, causando riscos na direção.

Quem pode usar?

O farol de xênon só é permitido em carros que o possuem como item de fábrica, pelo fato de que esse acessório é construído de modo a não afetar a visão de outros motoristas. Alguns dos modelos existentes no mercado que já vêm com os faróis de xenon são o Mégane, BMW 525 Touring, C4 Pallas, Bravo T-jet, Peugeot 408 THP, Audi A1, Novo Fusca, Corolla Altis, Hyunday i30, Jetta Highline e Renault Fluence GT.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment